DESCRENÇA

Vira e mexe creio ser testada para verificar como estão meus limites, seja no caso da pessoa chata que você tem vontade de dar na cara até exames físicos mesmos. Só que tem vezes que a coisa é mais embaixo, muito mais embaixo.

Eu não sei se acredito no ser humano, a verdade é esta. Quando acho que tudo já foi dito e feito, vem alguém e quebra meu achismo. Vejo vídeos de idiotas que amarram cachorros em uma moto e arrastam, vejo gente matando não por um prato de comida, mas porque o outro te fechou no trânsito, crianças exploradas na esquina da minha casa pela mãe (?) para conseguir dinheiro. Veja bem, dinheiro, porque falei que iria comprar pão para ela e as irmãs e ela não quis: só queria dinheiro. Uma menina teve o braço quebrado porque não quis ficar com o moço, pessoas que nunca leram um livro na vida são endeusadas. No meu mundo, tudo ao contrário. Errada eu ou errada eles?

Como não dá para viver numa bolha nem trocar o programa de Matrix, eu me adapto. Escolho então não ver o que não quero, nem ouvir, nem falar. Macaquinho que nada vê, nada ouve e nada fala. Mas nem isto adianta quando a violência é contra mim. E ai, faz como?

Faço como pode e dá. Se é comigo, até tenho outra postura, mas viro um bicho se é com os que amo. Fico com gosto de sangue na boca. Desejo tudo de pior que existe no mundo, mesmo acreditando que tudo volta em dobro. Não me controlo, é maior do que eu. Meu estômago embrulha, minha pressão sobe, fico até maior em altura, vai explicar isto. Eu, que deveria apoiar, acabo tendo que ser amparada para não ter um colapso.

Quando a cabeça esfria (mas o sangue não) oro aos deuses e peço um sinal, um caminho. Imploro de joelhos, se necessário. E ele vem. Uma sensação quente no peito, de completude, de necessidade de crença. Não aqui; neles. Então eu tento. É o que tem para hoje. E amanhã, e depois. E abro um livro, e lá está a lição “cada coisa acontece a seu tempo”. Ok then. I’m here. I’m waiting. E tentando não ser um ET neste mundo perdido.

Anúncios

One Comment on “DESCRENÇA”

  1. disse:

    Está aqui…

    Eclesiastes, cap. 3, do versículo 1 até o 8
    “Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu:
    tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou,
    tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir,
    tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar,
    tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter,
    tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora,
    tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar,
    tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.”

    Beijos querida! ❤


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s