Pessoas Loucas

Você já reparou como tem gente louca no mundo? Aliás, como tem gente louca pertinho de você? Se não, peço que você pare por apenas 30 segundos, feche os olhos e pense: você não conhece alguém que é doido? Aposto que conhece!

Por gente louca não quero dizer aqueles que saem pelados gritando na rua. Nops, me atenho ao tipo mais básico: pessoas que respondem às coisas e ao mundo de formas pouco convencionais. Tá difícil entender? Te dou exemplos!

Sou voluntária. Não entrarei no mérito da questão para não fugir ao foco, e prometo escrever um texto outro dia sobre isto. Mas o fato é que trabalho toda terça-feira à noite em algo ligado à minha religião. Sagrado, toda terça-feira à noite estou lá, as 19 horas. E lá onde eu trabalho tem outras pessoas, cada um na sua área e tals. Pois bem, tem gente que faz a mesma coisa que eu, mas em dias distintos. Cada dia tem sua equipe, seu modus operandi, seu “jeitinho”. E não é que pessoas de OUTRO DIA tentam ensinar pra gente como fazer o nosso serviço? Você ensina um padre a rezar a missa? Pois bem, se faz isto saiba que não deveria.

Parto do seguinte princípio: se você pode fazer melhor que eu, então vem aqui e faz. Não fique falando e apontando e sussurrando pelos corredores. Vem aqui e assume o tranco. Ninguém trabalha por hobby, nem o Eike Batista. E não é legal criticar de forma não construtiva o trabalho alheio. Cada um faz o melhor que pode. Se você pode fazer melhor, então vá lá e faça ok? Sendo mais direta ainda: SE VOCÊ PODE FAZER QUALQUER TRABALHO MELHOR DO QUE EU, ME AVISA E VAI LÁ FAZER! Ok? Ok!

Outra coisa que para mim é de perturbadinhos: combinar algo e mudar ao Deus dará. Imprevistos acontecem, opa! Mas tem gente que não tem qualquer tipo de comprometimento, nem com ela mesma. Hum, na verdade não sei se a pessoa é doidinha; se bobear doidinho é quem marca ou combina algo com ela. Preciso rever meus posicionamentos…

Pessoas que mentem para mim são doentes. De alma e caráter. Ou fazem isto por hábito. Repare: mentir é hábito. Tem os louquinhos que se dão uma importância que não tem (conheço vários, e para eles reservo o bordão “ahan, senta lá Cláudia!”), tem os que querem resolver os seus problemas mas não dão conta sequer dos deles, tem os que te sugam até a alma, tem os que são seus “amigos” por conveniência, tem os que falam o que você quer ouvir… Todos loucos do bairro para mim.

Então te pergunto de novo: você já reparou no tanto de pessoas loucas ao seu redor? Porque, amigo, às vezes tenho a sensação de que todos estão ao meu redor!

Anúncios

2 Comentários on “Pessoas Loucas”

  1. Deborah disse:

    ADOREIII!!!!! SUPER VERDADE, loucos, loucas…..Deparamos com loucos (a), sempre…..ate mesmo quando vc pensa que não sempre tem uma ou outra palavra que faz acreditar que isso é louco.MUITO BEM NINGUÉM “TRABALHA POR HOBBY”, mas ninguém mesmo……

    Adorei o post!!

    beijos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s