gente folgada

Vê se você conhece o tipo: a pessoa só te liga para pedir favor. Conhece? Eu conheço, e vários. Nem para mandar um cartão virtual de Natal ou qualquer outra data comemorativa, não não. Para que, se nesta hora nenhum favor é necessário? Agora, a pessoa te acha até no meio de uma micareta se preciso for quando for do interesse DELA. Já percebeu isto?

Não necessariamente a mesma pessoa, mas tem aqueles que não podem saber que você vai viajar e já pedem para você trazer algo de lá. Claro que a pessoa pede vários itens, de preferência pesados e grandes. Meio que uma mala inteira será dedicada ao amigo, afinal, para que gastar sua cota com você? Amigo é para estas coisas! Ah sim, se estourar o limite pague para mim ok? Depois eu te devolvo… Ou melhor, pensando bem, pague tudo com o seu cartão que eu te pago na volta. Ahan, senta lá Cláudia (PS – por motivos que fogem à minha compreensão eu teria muita dificuldade em dizer NÃO aos pedidos. Mesmo que o prejuízo fosse todo e completamente meu!). É dose…

Tem aqueles que sempre estão sem dinheiro, mesmo que eles tenham te convidado para comer algo. Tem os que pegam emprestado e é para sempre. Tem os que tomam posse das suas coisas, mesmo que seja um dicionário com regras antigas de ortografia. Esmalte. Shampoo. Calcinha é demais, este nem quero de volta, mas tem os que pedem isto emprestado. Me absterei de digitar algo para comentar isto…

Não gosto de gente folgada. Daqueles que aparecem não para fazer uma visita, mas sim para filar a janta. E acho de bom tom que se você viajar, fique em hotel. Hostel. Albergue. Na rodoviária ou no banco da praça. Só em casos extremos e urgentes fique na casa da pessoa. É incômodo, a pessoa tem uma rotina que é quebrada com sua presença. E caso você lá fique, por favor não deixe louça acumular, roupa suja jogada no canto, sujeiras espalhadas pela casa. Ali não é sua casa, e a pessoa está fazendo um favor hercúleo de te ter ali. Sei lá, para mim é tão melhor ficar em um hotel…

E, por favor, se você estiver na casa de alguém como convidado, coma a comida servida sem fazer cara de bunda. Se você é vegetariano, se vira e não vomite na hora, visto que é extremamente chato a pessoa fazer algo que não faria para ela apenas para te agradar e você responder com cara de nojo. Use porta-copos e deixe o banheiro seco ao sair, por favor. A pia limpa. E tenha a delicadeza de avisar com antecedência que você ficará na casa da pessoa, não chegue de supetão, porque até para ser cara-de-pau há que se ter um mínimo de elegância.

Para finalizar: pegou algo emprestado, devolva. Mesmo que seja $2 para um refri quente. Pensa assim: a vida te recompensará em dobro. Caso você não creia nisto, saiba que ao menos você não pagou de folgada, porque isto irrita MUITO quem não gosta deste gênero.

E QUEM PEGOU LIVRO MEU EMPRESTADO, FAVOR DEVOLVER! Grata!

Anúncios

4 Comentários on “gente folgada”

  1. Mamita disse:

    hahahaha… vc viaja 🙂
    tem alguma coisa sua aqui eu eu peguei emprestado?? ooops, sorry!!
    bjos, nao me liga

  2. disse:

    Sim, sou materialista, sim e ODEIO emprestar qualquer coisa! Idem para pegar emprestado. Minha sorte é a grandissíssima facilidade pra falar “não” e inventar desculpas. É o meu jeitinho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s