feridas abertas

A pessoa caga na SUA vida e posa de bonzinho. A pessoa mente, rouba, chora, rouba, mente, posa de coitado, posa de arrimo de família, mente, rouba, (…) isto durante anos ininterruptos. Notou que certas palavras se repetem? Sim, e a coisa aqui seria infinita se eu não colocasse um ponto final na frase.

O melhor de tudo é que a pessoa fica rondando, sabe? Vem com desculpas esfarrapadas tentando justificar seus erros. Faz acrobacias que a levariam direto ao Circo da China tentando arrumar a casa quando o mundo cai. Porque eu te digo, caros leitores, uma hora a verdade vem à tona. Não tem como eu explicar, só posso dizer que ocorreu comigo: a coisa caminhava tudo tranquilo e em paz, até que tudo desmoronou com a VERDADE!

A mentira é algo quebrado, trincado, carcomido. Ela não se sustenta. E por mais inteligente que a pessoa possa ser, uma hora a maison tomba. E ai começa o segundo round, que te enlouquece se você não tomar cuidado… Porque uma coisa é você desconfiar de algo e descobrir, outra coisa é você achar que está tudo maravilhosamente indo bem e desabar na sua cabeça que tudo tudo tudo é uma mentira deslavada. Sei do segundo tipo, e ela quase te destrói.

O legal é que a pessoa tenta por a culpa em você! Ela é VÍTIMA! Você é culpada. Ela faz as merdas e a culpa é sua. Ela faz todas as coisas erradas e a culpa é sua. Engraçada a mente das pessoas né? Ou melhor, de algumas pessoas, esta minoria nojenta que anda por ai. Afff, como diz um amigo meu: tinha que marcar a ferro e fogo igual no filme Bastardos Inglórios, para que todos soubessem quem eles são.

E de golpe em golpe eles seguem. E te destroem. Ou quase, como no meu caso. Foi preciso uma força-tarefa absurda para me tirar do fundo do poço. E eu consegui sair. E eu consegui seguir em frente. Ainda me lembro sim de algumas coisas, claro, anos não se apagam em segundos. Mas fechei meu ciclo com esta estória no dia em que o meu mundo caiu. Por sua culpa! Por sua causa e suas mentiras e roubalheiras.

Agora entendo porque você chorava muito em filmes sobre “honra”. Quáquáquá, é algo que você não tem e jamais terá. Você pode se repetir o tempo todo que tem honra, pode posar em frente ao espelho e contar para todos – te garanto que eles acreditarão. Já pensou em ser ator? Mas não meu bem, você é podre. E as coisas que te acontecem não são “inimigos” tentando te derrubar. É você colhendo o que plantou!

Esta é a última vez que gasto minhas cutículas com um texto sobre isto. Começo uma fase importantíssima na minha vida, e você jamais fará parte dela. Luz não faz parte do seu metier. Continue com sua vida, mentindo para as coitadas que cruzam seu caminho. Tenho pena delas, porque não sei se terão a sorte que eu tive. E consigo ter pena de você, porque a hora que você começar a colher toda a sujeira que plantou e jogou para baixo do tapete, não há lixeira suficiente no mundo para lidar com isto. E o resgate é seu.

Me deixe em paz, ou como diz a música SIGA SEU RUMO! E saiba que a perda foi sua… Ah, mas você é tudo, menos burro… Isto você sabe: jogou o bilhete premiado fora. E como sei que você não sente nada, sei que sente isto: você perdeu! E comigo, a mais trouxa e ingênua de todas! RÁ!

Que nesta nova fase de vida que se inicia as sombras do passado não entrem. Que eu receba tudo o que planto e sou. Que eu seja feliz como jamais fui. Que minha família se orgulhe cada vez mais e mais de mim. Que meus amigos me amem como eu os amo. Que eu receba tudo em dobro do que cultivo, porque sei que são coisas boas.

E que se eu tiver ainda uma feridinha aberta, por qualquer coisa que seja, que ela cicatrize bem, para que eu possa olhar para ela de vez em quando e me lembrar do que já passei na vida e da força que eu descobri que eu tenho. Da sorte, família, amigos, saúde, felicidade, e coisas boas que possuo. E que tudo e todos saibam que sou grata a cada segundo da vida por tudo isto. Hoje e sempre!

E que assim seja! AMÉM!

Anúncios

8 Comentários on “feridas abertas”

  1. analice disse:

    Você merece ser muito feliz e está sendo e será! 🙂
    Muito bom o texto! E como vc mesma diz: “os vomitados são so melhores”…rs
    Beijos e muita LUZ! ❤

  2. Fa disse:

    Super apoio! Que assim seja. Bjs.

  3. Edson Marques disse:

    Você ainda mantém o poema Mude como sendo de Clarice Lispector?

    Quando puder, altere.

    Abraços,

  4. disse:

    Nossa, que texto forte. Doído ao ler, não sei explicar porquê, mas foi como se, enquanto eu ia lendo, eu ia sentindo a dor que vc superou.

    Sempre digo que a arte transmite o sentimento do artista, e é isto que me encanta nas músicas, nas danças e nos textos. Este texto foi assim, pra mim, ele demonstra sua força, sua dor, sua superação, alivio e sua garra.

    Amei a parte “Que nesta nova fase de vida que se inicia as sombras do passado não entrem”, vou usar, certeza, com todos os créditos e aspas, pode deixar =)

    Amei o texto, principalmente pela ferida que fexou.

    E AMÉM, AMÉM, AMÉM!! QUE ASSIM SEJA!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s