You can’t always get what you want

Este final de semana foi gelado em São Paulo, mas gelado mesmo. E eu me enfurnei em casa na sexta e só sai segunda cedo. Adorei este final de semana sabático. Preciso destes momentos comigo mesma. Organizo a cabeça, trabalho, penso, executo. Preciso destas férias do mundo e de gente. Então no sábado a noite, mais precisamente meia-noite, estava com duas meias e o pé feito uma pedra de gelo debaixo do cobertor assistindo House. Calma, continua lendo que faz sentido tudo…

House tem uma frase-refrão. É “todo mundo mente”. Não sei se concordo. Mas ontem ele falou outra frase que já ouvi em vários outros episódios. Ele disse “You can’t always get what you want”. Sem musicalidade na voz do Mick Jagger. Ele só disse isto. E é sobre isto que fiquei pensando.

Acredito no seguinte: nem sempre conseguimos o que queremos. Podemos tentar tudo, e por tudo eu quero dizer T-U-D-O. Mas pode ser que não consigamos o que queremos. Conheço gente que diz que sorte não existe, que isto é quando o preparo encontra a oportunidade. Para estes digo o seguinte: e se, antes da oportunidade ocorrer, você for atropelada por um carro? Ok, exagerei, mas vocês entenderam. Ou seja: existem os que estão preparados, mas a oportunidade nunca vem. Ou os que tem a oportunidade mas não estão prontos ainda… Isto é sorte? Não amiga, isto é estar no lugar certo na hora certa, algo difícil de conseguir se você mora em São Paulo.

Acredito em acaso. Ou sorte. Ou variável “Gisele Bundchen”. Já leu os livros do Malcolm Gladwell? Ele explica isto. E “O Andar do Bêbado”? Já leu? Sugiro que leia… E acreditar em acaso é, PARA MIM, ser humilde. É crer que há algo que não controlamos, mesmo que uma parte pequena, mas não menos importante. Quem controla? Bom, papo para outro texto, agora não é hora…

Nem sempre conseguimos o que queremos. Já quis várias coisas que não consegui. Por n motivos. Mas o que depende de mim continuarei sempre fazendo e tentando, já que além de teimosa sou bem cabeça-dura. Por que, se não conseguir, a sensação e gosto da derrota serão parcialmente substituídos pelo “eu tentei”. Pouco? Não, para mim, meu máximo.

 

 

 

 

 

 

Concorda?

Anúncios

2 Comentários on “You can’t always get what you want”

  1. Rosanna disse:

    C-O-N-C-O-R-D-O e ponto! that’s all


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s